Turismo médico como porta de entrada para os investimentos no Estado

Tempo estimado de leitura:1Minuto, 49segundos

Representantes do Sindicato dos Hospitais do Estado de Pernambuco (Sindhospe) estiveram reunidos com o secretário de saúde do Estado, Iran Costa, nesta quarta-feira para discutir o projeto de Turismo Médico, capitaneado pelo polo médico do Recife. Com a presença da equipe da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur) e Alianza, foi apresentado cronograma de trabalho para implantação do projeto pioneiro, que, a partir de agora, passa a contar com a articulação da Secretaria de Saúde em parceria com o Sindhospe.

“A nossa ida à secretaria mostra que começamos o ano com muito empenho e trabalho em prol do nosso polo médico”, destacou o gerente executivo do Sindhospe, Iberê Monteiro, que destacou que o projeto está há três anos sendo planejado pelo Sindhospe e está se tornando uma prática de compromisso das secretarias de Saúde e Turismo do Estado.

Monteiro disse ainda importante o fato de Dr. Iran Costa ter tido uma experiência neste tipo de projeto no Houston Medical Center em período que esteve nos Estados Unidos. Além de estar sendo articulada uma reunião com o governador e os envolvidos no projeto para definir os próximos passos do projeto.

Para Danielle Nogueira, CEO da Alianza – plataforma digital inédita de turismo de saúde no Brasil – e vice-presidente da Associação Mundial de Turismo de Saúde, instituir esse cluster é gerar novos negócios para a região. “Podemos dizer que Pernambuco tem condições porque concentra provedores de saúde capazes de fornecer esse serviço de qualidade internacional e é um dos principais destinos de lazer do País”, assegurou.

Danielle quer aproveitar a capacidade de atração local por Recife ser o segundo polo médico do Brasil e apresentar conectividade aérea com os principais destinos internacionais. Dados mais recentes apontam que 180 mil estrangeiros fizeram tratamentos de saúde no País. Entretanto, comparado ao tamanho e potencial do setor, este número ainda é irrelevante para a indústria. Tanto que o Brasil cai a cada ano no ranking do estudo Medical Tourism Index, que compara 30 potenciais destinos por meio de 34 indicadores distintos.

Calendário Cursos 2017

Próximos Eventos e Cursos

Não há events se aproximando neste momento.

Receba nossas atualizações

Facebook